fbpx
Home Notícias E...2020 foi-se.

E…2020 foi-se.

Sim, foi Natal e 2020 já acabou.
Ano estranho…virou a vida de milhões de pessoas, o impensável aconteceu.
A Vida rolava a 8K, com o UHD a colorir todos os nossos sonhos, projetos, ambições e desejos.
e…como uma pequena névoa marinha, adensou-se pelo planeta, criando o caos, fazendo ruir todos os nossos sonhos.
ONTEM, os afetos emanavam espontâneos.
HOJE, os afetos que temos mais perto de nós é a ponta dos dedos a teclar num ecrã.
Ano estranho este que estamos a viver.
Em que tivemos tempo para tudo. Tempo pra refletir, Tempo pra começar, Tempo pra acabar. Menos para fazer aquilo que tínhamos sonhado fazer neste Ano 2020.
AMANHÃ? Amanhã está longe, muito longe ainda, mas vamos arregaçar as mangas e levar o nosso barco para águas menos agitadas. Porquê? Porque acreditamos.

Uns mais otimistas, outros mais pessimistas.
Sim, acreditamos que vamos sair deste pântano lamacento.
A ideia inicial deste artigo, seria fazer um pouco a retrospetiva do que tinha sido o 2020, que começou como uma rosa a florir, as pequenas pétalas a emergirem timidamente deixando cair pequenas gotas cristalinas de orvalho. Mas como todas as rosas, os espinhos também cresceram, e curiosamente foram eles que a partir de Março mais sobressaíram nesta rosa de 2020.
Foi mau, muito, mas mesmo muito mau, nem luzes, nem túneis, nada. Uma sensação de vazio.
Tão vazio, tão oco, Que o Dentro está fora e o Fora nem sabe onde está. E…o problema é que não és só tu, são Milhões à deriva, sem rumo, num mar imenso.
Mas, no meio de isto tudo existem amigos, poucos, também eles metidos neste oceano, para me ouvirem, animar e ajudarem a remar o barco para águas menos agitadas, a eles agradeço a paciência e o tempo que me dispensaram.

Assim como aos, poucos, clientes que confiaram em mim, e que eu tive todo o prazer em fazer, os trabalhos que me encomendaram. Alguns desses trabalhos, foram desafios para mim, peças que eu andava a procrastinar há anos, e graças a esta Paragem forçada e o desafio desses clientes, acabei por as realizar.
A todos eles tenho muito a agradecer, alguns entraram no meu atelier como clientes e saíram como amigos. Obrigado.
2021, não vai voltar tudo ao chamado normal que estávamos habituados, mas como não baixamos os braços, e Acreditamos, vamos lutar para que possamos viver num planeta melhor.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *